COMUNICAÇÃO

NOTÍCIAS


Pacientes aguardam no chão para serem atendidos em Cariacica

11/04/2018 - 16:03



A explicação da direção do PA é o aumento da demanda por conta de doenças respiratórias nesta época do ano e também a grande procura de pacientes de outros municípios pela unidade de saúde

Crianças que precisaram ser atendidas no Pronto Atendimento Infantil de Alto Lage, em Cariacica, enfrentaram horas de espera na tarde desta terça-feira (10) e precisaram até mesmo aguardar sentados no chão. A explicação da direção do PA é o aumento da demanda por conta de coenças respiratórias nesta época do ano e também a grande procura de pacientes de outros municípios pela unidade de saúde.

A autônoma Ana Carolina Peão, de 26 anos, levou a filha ao PA e teve que aguardar com a menina no chão porque não havia cadeiras suficientes para todos os pacientes. Segundo a autônoma, a espera já passava de duas horas quando ela conversou com a reportagem da Rádio CBN Vitória.

"Não é a primeira, a segunda, a terceira vez que a gente chega aqui e as coisas são desse jeito. São mais d eduas horas sentada no chão esperando atendimento, Meus impostos e minhas contas estão em dia. Eu acho isso uma falta de respeito total com a humanidade."

A dona de casa Michelle Trancoso, de 33 anos, levou o filho, que está com febre, ao PA Infantil de Alto Lage. Na última semana, também levou a filha para ser atendida. Ela dis que o atendimento na unidade de saúde é lento. "É muito demorado. A gente tem que esperar várias horas para ser atendida. Além disso, às vezes saímos sem diagnóstico certo para os nossos filhos."

De cordo com o direto do PA Infantil de Alto Lage, Paulo Meneguelli, a demanda aumento nos meses entre março e agosto principalmente por conta de infecções de vias respiratórias. Nessa época, são atendidas entre 500 e 550 crianças na unidade de saúde. No restante do ano, esse número fica entre 300 e 350, segundo Meneguelli.

Além disso, ele explica que a demanda também cresce por conta do atendimento dado a moradores de outros municípios que buscam o PA Infantil de Alto Lage. De acordo com o diretor, entre 10% e 15% dos pacientes acolhidos na unidade de saúde são de Viana.

Ainda segundo Meneguelli, a prefeitura vai fazer a contratação de mais médicos para suprir as demandas da população. "Apesar de que o quadro da equipe de pediatria estar completo, nós sensibilizamos a secretaria, devido a esse aumento de demanda, e estamos em via de lançar um edital de chamamento de processo seletivo."

Ele afirmou ainda que a expectativa é contratar aproximadamente 150 médicos para o município. Desse total, 50 seriam para o PA de Alto Lage.

No último dia 31, véspera de Páscoa, houve confusão no Pronto Atendimento por conta da demora. Com ânimos exaltados, familiares de pacientes danificaram computadores e uma impressora da unidade de saúde.

Fonte: CBN Vitória