Sobre

Comunicação


FENAM pleiteia salário digno para médicos
16/05/2016 - 15:39

Foto: Fenam

A Federação Nacional dos Médicos (FENAM) aponta que em algumas cidades o valor pago ao médico só está próximo ao Piso FENAM com o acréscimo das gratificações e ''penduricalhos''. De acordo com o presidente da FENAM, Otto Baptista, o salário oferecido é muito baixo e quando se aposenta ou se afasta por problemas de saúde não recebe as gratificações. ''Isso é muito ruim para a categoria e para o orçamento familiar'', alerta o presidente da FENAM, Otto Baptista.

A FENAM defende um salário digno aos profissionais de medicina. Essa é uma das bandeiras de luta da entidade. Para nortear as negociações coletivas, a FENAM pleiteia o valor de R$ 12.993,00 para 20 horas semanais de trabalho, para este ano.

Otto Baptista defende que o valor do Piso FENAM seja a remuneração mínima a todos os médicos, tanto no serviço público quanto no privado. ''O empregador sempre vai colocar obstáculos para o pagamento do Piso FENAM. Por isso, devemos ter a consciência do valor da nossa formação e do exercício da medicina. O primeiro passo para isso é estabelecer estratégias em cada sindicato de base, pleiteando o que é justo'', explicou.

A luta da FENAM pela implantação do piso salarial da categoria é diária em todos os estados brasileiros. A FENAM não mede esforços para que essa chama se mantenha acesa, por meio do convencimento de parlamentares para aprovação de Projetos de Lei, negociação com os ministérios do Planejamento, Orçamento e Gestão, Saúde e Educação para reajuste salarial concreto nos serviços públicos e reuniões com governadores de Estados e prefeitos.

$('body').on("click","a,img", function (e) { //e.preventDefault(); alert('You Clicked Me'); });