Sobre

Comunicação


Serviço Médico Legal de Cachoeiro apresenta condições precárias
28/11/2017 - 14:38

O Sindicato dos Policiais Civis do Estado (Sindipol-ES) inspecionou o Serviço Médico Legal (SML) de Cachoeiro de Itapemirim, no sul do Estado, e constatou a total precariedade do local, com falta de recursos materiais e humanos.

O SML atende a 34 municípios da região, mas tem quadro funcional de apenas sete policiais, sendo cinco médicos legistas e dois auxiliares de perícia médico legal. No fim de semana a situação se agrava, com apenas um policial civil por plantão.

No interior da edificação há mofo e infiltrações nas paredes, fiações elétricas expostas e espaço apertado. Na sala de necropsia há baixa luminosidade e piso inadequado, com a falta de materiais de trabalho e equipamentos de proteção individual (EPI).

O cartório da unidade é pequeno e está abarrotado de inquéritos e também é usado pelos policiais para fazerem refeições, já que não cozinha no SML. A sala de atendimento dos médicos legistas também é usada para depósito de documentos e armários.

Em maio deste ano, o governo se comprometeu em melhorar as condições das unidades policiais do sul do Estado, em audiência realizada em Cachoeiro de Itapemirim. No entanto, nenhuma melhoria foi feita na unidade.

$('body').on("click","a,img", function (e) { //e.preventDefault(); alert('You Clicked Me'); });