Sobre

Comunicação


Médicos são homenageados em solenidade na Ales
18/10/2017 - 16:44

Por: Wanderley Araújo

Conforme veiculado no portal da Assembleia Legislativa do Estado do Espírito Santo, profissionais da medicina foram homenageados pela Assembleia Legislativa na noite desta terça-feira (17) em lembrança ao Dia do Médico, celebrado em 18 de outubro, data em que é reverenciada a memória de São Lucas, padroeiro da Medicina. Eles receberam a Ordem do Mérito Capixaba Dr. Afonso Schwab, instituída pela Lei Estadual 3.106/1977. Afonso Schwab foi médico com atuação destacada no Estado e ajudou a formar várias gerações de profissionais. Confira a galeria de fotos do evento.

O deputado Doutor Hércules (PMDB), presidente da Comissão de Saúde e proponente da sessão, afirmou que se encontrava no plenário Dirceu Cardoso “a nata da medicina capixaba”. Segundo ele, o processo de seleção dos contemplados pela homenagem é muito criterioso, e são escolhidos a cada ano os profissionais da medicina com trabalho realmente de destaque no Espírito Santo e no país.

Para Dr. Hércules, exercer a medicina vai além da competência profissional, pois exige de cada um dedicação incondicional ao ser humano. O parlamentar, que é ginecologista, destacou que a medicina é uma arte e uma missão.

“O médico muitas vezes deixa de comer, de dormir, de passear, mas, apesar disso, é uma grande alegria exercer a profissão porque salvar vidas e aliviar a dor de um ser humano é um ato solidário, e isso não tem preço”.

Críticas ao ministro

Apesar do tom festivo, durante a solene houve críticas ao ministro da Saúde, Ricardo Barros, que em julho declarou que “os médicos deveriam parar de fingir que trabalham”. O médico e deputado Hudson Leal (Pode) lembrou que a declaração “infeliz” do ministro foi feita durante evento no qual anunciava recursos de R$ 1,7 bilhão para a implantação de programa de ponto eletrônico para médicos que atuam no Sistema Único de Saúde (SUS).

“Quero fazer um desagravo em nome de todos os colegas médicos aqui presentes, porque não foi justo o que ele (o ministro) afirmou. Os médicos que atuam no serviço público de saúde enfrentam todos os tipos de dificuldades e têm de se superar para atender os pacientes, com sobrecarga de trabalho”.

Hudson Leal citou que Ricardo Barros é investigado na Operação Lava Jato como suspeito de receber propinas de R$ 800 mil. Ele afirmou também que o ministro foi denunciado pelo Ministério Público Federal, em Pernambuco, por se beneficiar da construção de uma fábrica de hemoderivados no município de Maringá (PR).

O presidente do Conselho Regional de Medicina (CRM-ES), Carlos Magno Pretti Dalapicola, reforçou as críticas feitas por Hudson Leal, e disse que, apesar de convidado pelo Hospital das Clínicas, decidiu não participar de evento recente no Espírito Santo no qual o ministro esteve presente. “A postura dele (Ricardo Barros) como ministro não tem sido benéfica à classe médica e ao sistema de saúde; não fomos a esse evento e isso foi um recado de que não estamos satisfeitos com os caminhos que o Ministério da Saúde tem tomado”.

A presidente da Comissão de Saúde da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/ES), Clenir Avanza, também usou a palavra para saudar os médicos pela comemoração do seu dia. Segundo destacou, não é fácil exercer a medicina no país diante de tantos erros e equívocos do poder público que “emperram o SUS e de uma Agência Nacional de Saúde (ANS) que não regula praticamente nada no Brasil”.

Durante a solene, houve minuto de silêncio em memória da médica Milena Gottardi Tonini, assassinada com um tiro na cabeça no dia 14 de setembro de 2017, no estacionamento do Hospital das Clínicas (Hucam). Doutor Hércules informou que, em homenagem à médica e para que a sua morte não caia no esquecimento, decidiu elaborar projeto de lei que institui 14 de setembro como o Dia Estadual de Combate à Violência contra a Mulher no Estado do Espírito Santo.

Médicos homenageados

-    Frederico Vilela (indicação deputado Almir Vieira) – médico infectologista.
-    Diogo Lesqueves Sandoval (indicação deputado Dr. Rafael Favatto) – médico cirurgião-geral.
-    Leonardo Lessa Arantes (indicação deputado Hudson Leal)- médico cirurgião vascular.
-   Juliano Dallapicula Gama (indicação deputada Eliana Dadalto) – médico membro da Sociedade Brasileira de Cardiologia.
-    Marco Aurélio Oliveira – médico pediatra.
-    Adriano Batistuta Novaes – médico cirurgião plástico.
-    Caroline de Oliveira Costa – médico com atuação em serviço médico de urgência.
-    Clície Cristina Lima Turra – médica ginecologista e obstetra.
-    Eduardo Barcelos Ribeiro – médico geriatra.
-    Faradiba Sarquis Serpa – médica especializada em alergia e imunologia.
-    Geraldo Andrade do Norte – médico endocrinologista.
-    Giulliano Enrico Ruschi e Luchi – médico otorrinolaringologista.
-    Heráclius Serpa – médico otorrinolaringologista.
-    Jorge Elias Neto – médico cardiologista.
-    Karina Tavares Oliveira – médica pneumologista.
-    Loureno Cezana – médico oncologista.
-    Luana Morais Dutra – médica generalista.
-    Maria Elizabeth Rosandiski Rodrigues Bonadiman – médica anestesiologista.
-    Pedro Scarpi Melhorim – médico pediatra.
-    Robinson Grego Gonçalves – médico cirurgião plástico.
-    Rodrigo Lessa Pena Nascimento – médico urologista pediátrico.
-    Rubia Miossi – médica infectologista.
-    Waleska Binda Wruck – médica geriátrica.

 Médicos homenageados com a Ordem de Mérito Afonso Schwab em anos anteriores

-    Antônio Alves Benjamim Neto (2009)
-    Marcos Daniel de Deus Santos (2011)
-    Alceuleir Cardoso de Souza (2014)
-    Cláudio Rodrigues Costa (2014)
-    Gedson Araújo (2014)
-    João Batista Valladares (2014)
-    Jessica Fabia Polese (2015)
-    Kaio Roger