Sobre

Comunicação


Confusão suspende atendimento de emergência no Hospital Infantil de Vila Velha, ES
17/10/2017 - 16:17

O atendimento de emergência do Hospital Infantil de Vila Velha, na Grande Vitória, foi suspenso durante a noite desta segunda-feira (16) e madrugada de terça (17), após uma confusão entre pais e técnicos de enfermagem. O serviço já estava restabelecido de manhã.

A reportagem da TV Gazeta conversou com funcionários do hospital e eles contaram que técnicos de enfermagem deixaram os postos de trabalho e foram embora. Na manhã desta terça, o serviço foi restabelecido.

A recepcionista Débora de Souza levou o filho de cinco meses ao hospital no início da noite, porque ele estava com dificuldade para respirar e suspeita de infecção urinária, mas não conseguiu atendimento.

“Eu procurei o grupo de enfermagem para atender meu filho, porque ele está tendo bastante problema para respirar, por causa da bronquite aguda. Não tinha nenhum medicamento, estava aquela confusão de troca de plantão, as enfermeiras alegando que não eram obrigadas a trabalhar, a escutar nada”, contou.

Por causa da falta de atendimento, mães começaram a discutir com funcionários do hospital. Débora contou que as enfermeiras alegaram estar com o vale-transporte atrasado.

“Devido à situação do trabalho delas, que estava sem recurso. Como o cartão não foi recarregado, elas disseram que não eram obrigadas a nada”, falou.

Direção

O diretor técnico do hospital, Andrés Alonso, disse que a confusão que aconteceu na noite desta segunda-feira foi um caso pontual, entre uma mãe de paciente e um técnico de enfermagem. O diretor disse ainda que, por isso, o atendimento foi restrito aos casos mais graves. Os de baixa complexidade foram suspensos por menos de uma hora.

Sobre superlotação, ele negou que o hospital está atendendo acima da capacidade, mas confirmou que está bem cheio, porque a demanda é muito grande 24 horas por dia.

Nova administração

Desde o início do mês de outubro, a administração do hospital passou para uma Organização Social que foi contratada pelo governo do estado para melhorar o atendimento.

A promessa é de, até o final do ano, aumentar o número de leitos e reforçar a estrutura, para oferecer um serviço mais humanizado.

$('body').on("click","a,img", function (e) { //e.preventDefault(); alert('You Clicked Me'); });