Sobre

Comunicação


Simes acompanha o Ministro em liberação de R$ 43,7 milhões para o SUS no Estado
04/01/2017 - 17:29


O ministro da Saúde, Ricardo Barros, esteve no Espírito Santo na manhã desta quarta-feira (04), para participar da solenidade de sua assinatura da ordem de repasse federal ao Hospital Infantil Nossa Senhora da Glória e demais municípios do Estado, para melhorias no Sistema Único de Saúde. Ao todo, foram R$ 43,7 milhões para 42 serviços de saúde do SUS no Espírito santo.

Na ocasião, o Ministro pôde percorrer as instalações do Hospital Infantil de Vitória e conhecer o verdadeiro caos a que os pacientes são submetidos pela ausência de condições de trabalho para os médicos. Por articulação da Senadora Rose de Freitas, após um movimento dos pediatras que prestam serviço ao Hospital Infantil, a referida instituição receberá um aporte federal em valores significativos para as melhorias de sua estrutura física. O Simes avaliou com suas fontes que os valores superam R$ 1,5 milhões para a reforma das instalações do HINSG.

Durante o dia, estiveram presentes os gestores de vários municípios, como o Prefeito Luciano Rezende, de Vitória, Max Filho, de Vila Velha e o prefeito Juninho, de Cariacica. Presidentes de entidades médicas também acompanharam a visita ao Hospital Infantil e a solenidade, com assinatura do repasse feita no auditório do CRM-ES.

Após a solenidade, o Ministro da Saúde disponibilizou a palavra aos representantes sindicais, municipais, estaduais e todos aqueles que, de alguma forma, lutam pela melhor prestação de serviço à saúde pública. Dentre algumas solicitações e reivindicações da categoria, o presidente do Simes e da Fenam, Dr. Otto Baptista, entregou ao ministro uma carta em nome da categoria médica, em que consta o questionamento a respeito de uma proposta criada pelo parlamentar. No projeto, Ricardo Barros sugere a diminuição do número mínimo de médicos nas UPAs, reduzindo para apenas dois profissionais por Unidade.

Na carta, o presidente deixa clara sua indignação com a proposta e se coloca a disposição do Ministro para um debate construtivo acerca do tema. ''Estamos felizes com a vinda do Ministro para acompanhar de perto a realidade do nosso Estado. Agradecemos pessoalmente ao Ricardo Barros pelo repasse a todos os municípios do Estado. Todavia, vemos com extrema relevância a necessidade do Ministro rever sua proposta em relação às UPAs, visto que a necessidade para um melhor desempenho dessas unidades é retirar do médico a sobrecarga de trabalho. O que é possível, somente, com o aumento do número de profissionais para um melhor atendimento à população.'', afirmou o presidente.

$('body').on("click","a,img", function (e) { //e.preventDefault(); alert('You Clicked Me'); });