Sobre

Comunicação


Hospital Infantil tem superlotação e falta de médicos em Vitória
07/11/2016 - 15:14

Foto: Reprodução/ TV Gazeta                            Fonte: G1, Espírito Santo

O Hospital Infantil, em Vitória, estava com superlotação e falta de médicos no final de semana. No sábado (5), parte do atendimento no Pronto Socorro da unidade ficou suspenso. No domingo (6), os paciente reclamaram da demora de mais de duas horas para serem atendidos.

A secretaria estadual de Saúde informou que 10 pediatras foram contratados e devem começar a trabalhar no Hospital Infantil ainda nesta semana. A direção do hospital garantiu que os atendimentos foram normalizados.

No domingo, a recepção do hospital não estava lotada, mas havia demora no atendimento. A faxineira Vanilda Santos aguardava atendimento para o neto e contou que a espera já durava duas horas.

''Eles falaram que não tem hora e nem previsão, que era melhor eu ir embora com ele. Eu falei que não ia embora com ele com os ouvidos doendo, com xixi vermelho e cansado, tossindo demais'', contou.

No sábado, a situação era complicada. Um cartaz no Pronto Socorro avisava que o atendimento estava suspenso. Apenas casos de urgência seriam recebidos. Muitas crianças voltaram pra casa sem consulta.

A suspensão no atendimento foi protesto dos médicos. Na recepção os funcionários não podiam dar informações e nem dizer o que estava acontecendo.

Os médicos cobram melhores condições de trabalho e principalmente equipe maior. Segundo os profissionais, sobram pacientes e falta estrutura no hospital referência no atendimento de crianças no Espírito Santo.

No dia 11 de outubro, eles  fizeram um protesto na entrada do hospital porque tinham apenas dois médicos para atender todo o pronto-socorro.

$('body').on("click","a,img", function (e) { //e.preventDefault(); alert('You Clicked Me'); });